quarta-feira, 2 de setembro de 2009

UMA GOTA DE SANGUE: HISTORIA DO PENSAMENTO RACIAL

UMA GOTA DE SANGUE: HISTORIA DO PENSAMENTO RACIAL: "
SINOPSE

Há 100 mil anos, poucas dezenas de seres humanos saíram da África. Seus descendentes, adaptando-se aos diferentes climas, desenvolveram inúmeras tonalidades de cor da pele.
Um dia, alguns voltaram. Primeiro, como comerciantes, adquiriram cativos escravizados pelos próprios conterrâneos. Depois, como conquistadores, impuseram o poder de suas nações sobre a África, alegando que os primos que ficaram faziam parte de uma raça distinta.
A curiosa ideia pegou. Sobreviveu à proclamação dos direitos humanos e à razão científica, difundindo-se no mundo da política. Pessoas de prestígio de todas as cores (até negros!) fingiram acreditar nela - e começaram a passar-se por líderes raciais. Hoje, a pretexto de fazer o bem, traçam-se fronteiras sociais intransponíveis, delineadas com as tintas de uma memória fabricada.
Este livro conta a história de um engano de 200 anos: o tempo da invenção, desinvenção e reinvenção do mito da raça. O nosso tempo.
DADOS DO LIVRO
TÍTULO: UMA GOTA DE SANGUE: HISTORIA DO PENSAMENTO RACIAL
ISBN: 9788572444446
IDIOMA: Português.
ENCADERNAÇÃO: Brochura | Formato: 16 x 23 | 400 págs.
ANO EDIÇÃO: 2009
AUTOR: Demetrio Magnolli

terça-feira, 19 de maio de 2009

Biblioteca Digital Mundial da UNESCO

Olá caros leitores,
quando me deparei com o site da BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNESCO, divulgado no post abaixo, eu na verdade estava procurando o site da Biblioteca Digital Mundial da UNESCO, outro projeto muito interessante desta entidade internacional. Fica o convite para conhecerem também este site.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Biblioteca Virtual da UNESCO

Bom dia visitantes,
navegando aqui pela web achei um link bastante interessante, é uma biblioteca virtual da UNESCO com publicações nas áreas de Educação, Ciências Naturais, Ciências Humanas e Sociais, Cultura e Comunicação e Informação. Vale muito a pena dar uma passada por lá.

domingo, 3 de maio de 2009

Segunda Mostra Mucury de Arte e Cultura

Olá caros leitores,
convido todos a prestigiar mais um evento da Associação Histórico Cultural Mucury.


terça-feira, 28 de abril de 2009

Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho é comemorado em meio à preocupação pelo impacto da crise econômica mundial

GENEBRA (Notícias da OIT) – Este ano, o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho será comemorado em centenas de países e localidades de todos os continentes com uma série de atividades que tem por objetivo a conscientização sobre o que o Diretor-Geral da OIT, Juan Somavia, definiu como “a tragédia humana” do trabalho inseguro.

Iniciativas que vão desde à declaração do dia nacional da segurança e saúde no trabalho até cerimônias solenes para recordar aqueles que ficaram doentes, sofreram lesões ou foram mortos por causas relacionadas com o trabalho ocorrerão em meio às crescentes preocupações pelo impacto da crise econômica e de emprego sobre a segurança no local de trabalho.

“Devemos cuidar muito em particular para que as estratégias de ajuste e recuperação econômica não tomem caminhos frustrados que desvalorizem a vida humana e a segurança no lugar do trabalho”, disse Somavia em uma declaração emitida por ocasião do Dia Mundial.

“O trabaho em condições inseguras é uma tragédia humana”, diz a declaração de Somavia. “Grande parte desta tragédia, que a cada ano devasta milhões de trabalhadores, passa inadvertida: não se vê nem se ouve falar dela, apesar de que muito poderia ser feito para evitá-la”.

O Programa sobre Segurança e Saúde no Trabalho da OIT (SafeWork) estima que diariamente cerca de 1 milhão de trabalhadores são vítimas de acidentes de trabalho e mais de 5.500 trabalhadores morrem devido a acidentes ou doenças profissionais. Os funcionários de SafeWork expressaram, além disso, sua preocupação pelo impacto da atual crise econômica sobre a segurança e a saúde no trabalho.

“Espera-se que o número de acidentes, doenças e problemas de saúde relacionados com o local de trabalho aumente devido à atual crise econômica”, disse a Dra. Sameera Al-Tuwaijri, Diretora do Programa SafeWork. “A redução do gasto público também comprometerá a capacidade dos inspetores de trabalho e de outros serviços de segurança e saúde no trabalho. As condições precárias de trabalho aumentarão, somando-se aos riscos de acidentes e doenças”.
A OIT trata do tema da segurança e saúde no trabalho desde sua fundação em 1919 e as normas internacionais sobre segurança e saúde no trabalho figuram entre as primeiras a serem adotadas pela Organização. “Naquela época, como hoje em dia, a proteção dos trabalhadores contra as doenças, sejam ou não profissionais, e contra os acidentes de trabalho era um dos eixos do programa da OIT, além de ser uma prioridade na elaboração de normas e outros meios de ação”, acrescentou Somavia.

“A segurança e a saúde no trabalho constituem um direito humano e sãop parte integrante do programa para um desenvolvimento centrado nas pessoas”, disse Somavia. “Este Dia Mundial brinda-nos com a oportunidade de adotar uma posição comum em defesa da dignidade da vida humana no trabalho. Supõe-se que o trabalho deveria facilitar a vida, não tirá-la. O trabalho decente significa também um trabalho sem riscos”.